2.jpg

Vacina contra Covid no Rio: quem pode ser vacinado e o que deve fazer

 

Rio vacina até sexta-feira (24) pessoas com 60 anos ou mais, segundo o último cronograma. Profissionais de saúde com menos de 60 anos também já podem se imunizar, uma idade por dia.

 

O Rio vacina até a próxima sexta (24) pessoas com 60 anos ou mais, segundo o último cronograma divulgado pela prefeitura.

 

O município também iniciou a imunização de profissionais de saúde e profissionais da educação básica pública, seguindo a divisão por data (veja abaixo).

 

A vacinação para as pessoas com idade inferior a 60 anos deve começar na próxima segunda-feira (26). Essa convocação valerá para quem tiver alguma comorbidade ou deficiência.

 

Idosos em geral
Homens e mulheres devem ir aos postos em dias separados. Aos sábados, há a repescagem para todos.

Dia 23 (sexta)- Homens com 60 anos
Dia 24 (sábado) - Repescagem para pessoas com 60 anos ou mais
Profissionais de saúde
A prefeitura ampliou a vacinação para essa categoria, incluindo os não idosos. Já podem se imunizar:

Assistentes sociais
Biólogos
Biomédicos
Enfermeiros
Farmacêuticos
Fisioterapeutas
Fonoaudiólogos
Médicos
Médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares
Nutricionistas
Odontólogos
Profissionais de educação física
Psicólogos
Terapeutas ocupacionais
Confira o calendário para esses profissionais:

Dia 23 (sexta-feira): profissionais com 45 anos
Dia 24 (sábado): repescagem para profissionais com 45 anos ou mais
Dia 26 (segunda-feira): profissionais com 44 anos
Dia 27 (terça-feira): profissionais com 43 anos
Dia 28 (quarta-feira): profissionais com 42 anos
Dia 29 (quinta-feira): profissionais com 41 anos
Dia 30 (sexta-feira): profissionais com 40 anos
Professores


Serão vacinados profissionais de escolas da Secretaria Municipal de Educação, da Secretaria de Estado de Educação, da Faetec, do CAp-Uerj ou de outras instituições federais.

 

Dia 24 (sábado): profissionais em atividade com 50 anos ou mais.
É necessário levar documento original com foto e comprovante dos conselhos de classe e ir a qualquer posto, mas exclusivamente de 13h a 17h.

 

Trabalhadores lotados em hospitais e unidades de urgência e emergência ou que trabalham na campanha de vacinação deverão se imunizar nas unidades em que atuam, ao longo do mês de abril.

 

Fonte: G1