Início | Notícias | História | Benefícios | jurídico | Informe Geral | Fotos | Vídeos | Guia Sindical | Guia Assistencial | Publicações

Notícia

Dólar oscila levemente, com foco na cena política


O Dólar oscilava levemente no início desta quinta-feira (25), após valorizar na véspera, com o mercado de olho no andamento das reformas econômicas no Congresso em meio à crise política e após violentas manifestações contra o presidente Michel Temer em Brasília.


Às 10h39, a moeda norte americana caía 0,14%, vendida a R$ 3,2744. Veja a cotação.


"Está havendo uma tentativa de melhora do mercado. Todo o mundo está esperando o 6 de junho", disse à Reuters o economista-chefe da corretora BGC Liquidez, Alfredo Barbutti, ao destacar a data prevista para a votação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que pode cassar a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer formada para a disputa eleitoral de 2014.


O Banco Central realiza nesta sessão mais um leilão de swap cambial tradicional (equivalente à venda futura de dólares) com oferta de até 8 mil contratos para rolagem do vencimento de junho.


Entenda: swap cambial, leilão de linha e venda direta de dólares


No exterior, o dólar operava em baixa ante uma cesta de moedas e ante algumas divisas emergentes, como os pesos mexicano e chileno, de acordo com a agência Reuters.


Véspera


Na véspera, o dólar fechou em alta de 0,39%, cotada a R$ 3,2791 na venda.


Na reta final do pregão, o dólar chegou a atingir R$ 3,2833, segundo a Reuters, após as manifestações contra o presidente e as reformas em Brasília. A moeda abandonou a trajetória de baixa que vinha apresentando durante o dia (na mínima, a cotação chegou a R$ 3,2487) e passou a subir devido à incerteza que os protestos trouxeram aos agentes.


Com os tumultos violentos entre policiais e manifestantes , os ministérios foram esvaziados e Temer autorizou o uso das Forças Armadas na capital.


"Ações como as de ontem assustam os investidores que optam pelo refúgio naqueles ativos que representam mais segurança em momentos de crise aguda", justificou a corretora Correparti em comentário matinal.


Em protesto à presença de militares na Esplanada, a oposição abandonou a Câmara. Com o plenário esvaziado, os deputados conseguiram aprovar sete medidas provisórias, incluindo uma que autoriza o reajuste salarial para diversas categorias de servidores públicos federais.


Fonte: G1



25/05/2017

TV Sinticom SG

Contibuição Sindical

Clique para emitir sua contribuição


Contribuição Assist.

Clique para emitir sua contribuição


Convênios

Cartilhas Sinticom

Sindicalize-se

Sedes do sindicato

Sede São Gonçalo (Matriz)
Av. Presidente Kennedy, 217 - Centro
(21) 2712-5020 / 3857-9401
Sede Itaboraí (Subsede)
Av. Dr. Macedo, 04 - Centro
(21) 2639-0484
Sede Cabo Frio (Subsede)
Av. Julia Kubitschek, 39 Sobreloja 07 - Parque Riviera
(22) 2647-5635


SINTICOM - SINDICATO DOS TRABALHADORES DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL E PESADA, MONTAGEM E MANUTENÇÃO INDÚSTRIAL, OLARIA, CERÂMICA, MOBILIÁRIO, MÁRMORE E GRANITO DE SÃO GONÇALO, ITABORAÍ E REGIÃO