Início | Notícias | História | Benefícios | jurídico | Informe Geral | Fotos | Vídeos | Guia Sindical | Guia Assistencial | Publicações

Notícia

Dólar começa a semana em alta, após delação da Odebrecht



O dolar opera em queda nesta segunda-feira (12), com o mercado ainda de olho no cenário político, especialmente após a delação de ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht.



Às 9h09, a moeda norte-americana subia 0,95%, a R$ 3,4050. Veja a cotação do dólar hoje.



Acompanhe a cotação ao longo do dia



Às 9h59, alta de 0,4%, a R$ 3,3864.



Investidores seguem atentos ao cenário político no Brasil. Em informações prestadas ao Ministério Público Federal (MPF) para a assinatura de acordo de delação premiada, o ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho apresentou valores repassados a políticos com a finalidade de obter vantagens para a empreiteira. A delação cita doações não declaradas a mais de 30 políticos, incluindo presidente Michel Temer (PMDB).



Também foram citados o ministro Eliseu Padilha, o secretário Moreira Franco, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), o presidente da Casa, Renan Calheiros (AL), e o líder do governo no Congresso, Romero Jucá (RR), além de políticos de outros partidos, como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM).



A preocupação dos investidores é que o cenário político conturbado se agrave após a delação do ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht, a ponto de atrapalhar o avanço no Congresso de medidas econômicas propostas pelo governo Temer. Os parlamentares irão se concentrar nesta semana em temas considerados prioriários para o governo para a recuperação da economia.



No cenário externo, o mercado segue atento aos preços do petróleo, que nesta segunda bateram o maior valor em mais de 1 ano, após o acordo entre a ganização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros países para reduzir a produção. O valor do Brent, referência internacional, chegou a mais de US$ 56 por barril.



Intervenção do BC



O Banco Central anunciou leilão de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de janeiro.



Entenda: swap cambial, leilão de linha e venda direta de dólares



Queda na semana passada



Na semana passada, o dólar caiu 2,87%, de olho no avanço no Congresso de medidas econômicas propostas pelo governo. Na sexta-feira, a moeda caiu 0,3%, a R$ 3,3729.



Fonte: G1



12/12/2016

TV Sinticom SG

Contibuição Sindical

Clique para emitir sua contribuição


Contribuição Assist.

Clique para emitir sua contribuição


Convênios

Cartilhas Sinticom

Sedes do sindicato

Sede São Gonçalo (Matriz)
Av. Presidente Kennedy, 217 - Centro
(21) 2712-5020 / 3857-9401
Sede Itaboraí (Subsede)
Av. Dr. Macedo, 04 - Centro
(21) 2639-0484
Sede Cabo Frio (Subsede)
Av. Julia Kubitschek, 39 Sobreloja 07 - Parque Riviera
(22) 2647-5635


SINTICOM - SINDICATO DOS TRABALHADORES DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL E PESADA, MONTAGEM E MANUTENÇÃO INDÚSTRIAL, OLARIA, CERÂMICA, MOBILIÁRIO, MÁRMORE E GRANITO DE SÃO GONÇALO, ITABORAÍ E REGIÃO