Início | Notícias | História | Benefícios | jurídico | Informe Geral | Fotos | Vídeos | Guia Sindical | Guia Assistencial | Publicações

Notícia

Dólar começa a semana em alta, após delação da Odebrecht



O dolar opera em queda nesta segunda-feira (12), com o mercado ainda de olho no cenário político, especialmente após a delação de ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht.



Às 9h09, a moeda norte-americana subia 0,95%, a R$ 3,4050. Veja a cotação do dólar hoje.



Acompanhe a cotação ao longo do dia



Às 9h59, alta de 0,4%, a R$ 3,3864.



Investidores seguem atentos ao cenário político no Brasil. Em informações prestadas ao Ministério Público Federal (MPF) para a assinatura de acordo de delação premiada, o ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho apresentou valores repassados a políticos com a finalidade de obter vantagens para a empreiteira. A delação cita doações não declaradas a mais de 30 políticos, incluindo presidente Michel Temer (PMDB).



Também foram citados o ministro Eliseu Padilha, o secretário Moreira Franco, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), o presidente da Casa, Renan Calheiros (AL), e o líder do governo no Congresso, Romero Jucá (RR), além de políticos de outros partidos, como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM).



A preocupação dos investidores é que o cenário político conturbado se agrave após a delação do ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht, a ponto de atrapalhar o avanço no Congresso de medidas econômicas propostas pelo governo Temer. Os parlamentares irão se concentrar nesta semana em temas considerados prioriários para o governo para a recuperação da economia.



No cenário externo, o mercado segue atento aos preços do petróleo, que nesta segunda bateram o maior valor em mais de 1 ano, após o acordo entre a ganização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros países para reduzir a produção. O valor do Brent, referência internacional, chegou a mais de US$ 56 por barril.



Intervenção do BC



O Banco Central anunciou leilão de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de janeiro.



Entenda: swap cambial, leilão de linha e venda direta de dólares



Queda na semana passada



Na semana passada, o dólar caiu 2,87%, de olho no avanço no Congresso de medidas econômicas propostas pelo governo. Na sexta-feira, a moeda caiu 0,3%, a R$ 3,3729.



Fonte: G1



12/12/2016

TV Sinticom SG

Contibuição Sindical

Clique para emitir sua contribuição


Contribuição Assist.

Clique para emitir sua contribuição


Convênios

Cartilhas Sinticom

Sindicalize-se

Sedes do sindicato

Sede São Gonçalo (Matriz)
Av. Presidente Kennedy, 217 - Centro
(21) 2712-5020 / 3857-9401
Sede Itaboraí (Subsede)
Av. Dr. Macedo, 04 - Centro
(21) 2639-0484
Sede Cabo Frio (Subsede)
Av. Julia Kubitschek, 39 Sobreloja 07 - Parque Riviera
(22) 2647-5635


SINTICOM - SINDICATO DOS TRABALHADORES DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL E PESADA, MONTAGEM E MANUTENÇÃO INDÚSTRIAL, OLARIA, CERÂMICA, MOBILIÁRIO, MÁRMORE E GRANITO DE SÃO GONÇALO, ITABORAÍ E REGIÃO