Início | Notícias | História | Benefícios | jurídico | Informe Geral | Fotos | Vídeos | Guia Sindical | Guia Assistencial | Publicações

Notícia

Brasileiros valorizam crescimento e salário competitivo, diz pesquisa


Oportunidades de crescimento, salário competitivo e benefícios são os fatores mais valorizados pelos profissionais brasileiros na hora de escolher um emprego, mostrou pesquisa do LinkedIn. Segundo o levantamento, a solidez da empresa também é valorizada. O candidato quer ter a certeza de que está entrando em uma companhia que tem força para permanecer no mercado, mesmo com as adversidades.


As oportunidades de crescimento lideram a lista dos fatores mais importantes, com 81%. Em seguida estão: salário competitivo (68,55%), benefícios (58%) e solidez da empresa (56%).


Todos os fatores são bem equilibrados entre homens e mulheres, com exceção de crescimento profissional, que conta mais para as mulheres (85%) do que para os homens (78%). E, dentro do tema benefícios, plano de saúde aparece disparadamente em primeiro lugar, com 63%.


Dos cinco países pesquisados - Austrália, Brasil, Estados Unidos, França e Índia - mais o Reino Unido, o único país que também traz oportunidade de crescimento como primeiro fator é a Índia. Todos os outros têm salário em primeiro lugar.


Outros fatores


Segundo a pesquisa, 59% dos brasileiros escolheriam trabalhar em uma empresa de grande porte, com nome reconhecido, contra 35% que preferem empresas médias e 4,5% que gostariam de trabalhar em startups. A preferência dos brasileiros por empresas grandes está vinculada à ideia de estabilidade e ao orgulho de mencionar onde trabalha.


A preocupação com a missão de uma companhia varia segundo a faixa etária: 52% das pessoas entre 25 e 34 anos consideram esse fator importante na escolha da empresa, enquanto apenas 36% entre os profissionais 45 a 54 anos dão valor a isso.


Vale a pena?


O LinkedIn também perguntou o que vale a pena enfrentar para trabalhar em uma empresa líder. Segundo a pesquisa, 80% afirmaram que aguentariam longas distâncias, não se importando com o tempo para chegar ao trabalho; 65,5% concordariam com um salário menor; e 56% não se importariam com escritórios velhos e ultrapassados. No entanto, 67% não tolerariam ambiente de trabalho ruim.


A pesquisa foi realizada entre 18 e 23 de maio com profissionais de 5 países (Austrália, Brasil, EUA, França e Índia) e o Reino Unido. O questionário contou com dez diferentes temas e no Brasil a amostragem foi de mais de 1 mil profissionais.



Fonte: GLOBO



23/06/2016

TV Sinticom SG

Contibuição Sindical

Clique para emitir sua contribuição


Contribuição Assist.

Clique para emitir sua contribuição


Convênios

Cartilhas Sinticom

Sindicalize-se

Sedes do sindicato

Sede São Gonçalo (Matriz)
Av. Presidente Kennedy, 217 - Centro
(21) 2712-5020 / 3857-9401
Sede Itaboraí (Subsede)
Av. Dr. Macedo, 04 - Centro
(21) 2639-0484
Sede Cabo Frio (Subsede)
Av. Julia Kubitschek, 39 Sobreloja 07 - Parque Riviera
(22) 2647-5635


SINTICOM - SINDICATO DOS TRABALHADORES DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL E PESADA, MONTAGEM E MANUTENÇÃO INDÚSTRIAL, OLARIA, CERÂMICA, MOBILIÁRIO, MÁRMORE E GRANITO DE SÃO GONÇALO, ITABORAÍ E REGIÃO