Início | Notícias | História | Benefícios | jurídico | Informe Geral | Fotos | Vídeos | Guia Sindical | Guia Assistencial | Publicações

Notícia

Brasileiros valorizam crescimento e salário competitivo, diz pesquisa


Oportunidades de crescimento, salário competitivo e benefícios são os fatores mais valorizados pelos profissionais brasileiros na hora de escolher um emprego, mostrou pesquisa do LinkedIn. Segundo o levantamento, a solidez da empresa também é valorizada. O candidato quer ter a certeza de que está entrando em uma companhia que tem força para permanecer no mercado, mesmo com as adversidades.


As oportunidades de crescimento lideram a lista dos fatores mais importantes, com 81%. Em seguida estão: salário competitivo (68,55%), benefícios (58%) e solidez da empresa (56%).


Todos os fatores são bem equilibrados entre homens e mulheres, com exceção de crescimento profissional, que conta mais para as mulheres (85%) do que para os homens (78%). E, dentro do tema benefícios, plano de saúde aparece disparadamente em primeiro lugar, com 63%.


Dos cinco países pesquisados - Austrália, Brasil, Estados Unidos, França e Índia - mais o Reino Unido, o único país que também traz oportunidade de crescimento como primeiro fator é a Índia. Todos os outros têm salário em primeiro lugar.


Outros fatores


Segundo a pesquisa, 59% dos brasileiros escolheriam trabalhar em uma empresa de grande porte, com nome reconhecido, contra 35% que preferem empresas médias e 4,5% que gostariam de trabalhar em startups. A preferência dos brasileiros por empresas grandes está vinculada à ideia de estabilidade e ao orgulho de mencionar onde trabalha.


A preocupação com a missão de uma companhia varia segundo a faixa etária: 52% das pessoas entre 25 e 34 anos consideram esse fator importante na escolha da empresa, enquanto apenas 36% entre os profissionais 45 a 54 anos dão valor a isso.


Vale a pena?


O LinkedIn também perguntou o que vale a pena enfrentar para trabalhar em uma empresa líder. Segundo a pesquisa, 80% afirmaram que aguentariam longas distâncias, não se importando com o tempo para chegar ao trabalho; 65,5% concordariam com um salário menor; e 56% não se importariam com escritórios velhos e ultrapassados. No entanto, 67% não tolerariam ambiente de trabalho ruim.


A pesquisa foi realizada entre 18 e 23 de maio com profissionais de 5 países (Austrália, Brasil, EUA, França e Índia) e o Reino Unido. O questionário contou com dez diferentes temas e no Brasil a amostragem foi de mais de 1 mil profissionais.



Fonte: GLOBO



23/06/2016

TV Sinticom SG

Contibuição Sindical

Clique para emitir sua contribuição


Contribuição Assist.

Clique para emitir sua contribuição


Convênios

Cartilhas Sinticom

Sedes do sindicato

Sede São Gonçalo (Matriz)
Av. Presidente Kennedy, 217 - Centro
(21) 2712-5020 / 3857-9401
Sede Itaboraí (Subsede)
Av. Dr. Macedo, 04 - Centro
(21) 2639-0484
Sede Cabo Frio (Subsede)
Av. Julia Kubitschek, 39 Sobreloja 07 - Parque Riviera
(22) 2647-5635


SINTICOM - SINDICATO DOS TRABALHADORES DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL E PESADA, MONTAGEM E MANUTENÇÃO INDÚSTRIAL, OLARIA, CERÂMICA, MOBILIÁRIO, MÁRMORE E GRANITO DE SÃO GONÇALO, ITABORAÍ E REGIÃO