Início | Notícias | História | Benefícios | jurídico | Informe Geral | Fotos | Vídeos | Guia Sindical | Guia Assistencial | Publicações

Notícia

Após passar de R$ 3,60, dólar perde força e fecha a R$ 3,52


O dólar fechou em alta nesta segunda-feira (9), mas longe das máximas do dia, acompanhando o exterior em meio a receios com a desaceleração da economia chinesa e reagindo a surpresas no processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Mais uma vez, o Banco Central não anunciou intervenção no câmbio.


A moeda norte-americana avançou 0,63% em relação ao real, cotada a R$ 3,5249 na venda. Na máxima da sessão, chegou a R$ 3,6767, em alta de quase 5%, segundo a Reuters. Veja a cotação


Já a Bovespa fechou em queda de 1,41%, aos 50.990 pontos.


Pela manhã, o dólar chegou a passar de R$ 3,60, após a notícia de que o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão, anulou a votação de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o que deixou os investidores confusos sobre como será daqui para frente no campo político. Ao longo do dia, entretanto, o movimento de alta perdeu força.


Minutos antes do fechamento do pregão, o presidente do Senado, Renan Calheiros, decidiu manter o andamento do processo de impeachment, rejeitando o recurso do presidente em exercício da Câmara e mantendo a tramitação do processo na Casa.


Cotações ao longo do dia:


Às 9h10, alta de 0,12%, a R$ 3,5074


Às 10h40, alta de 0,35%, a R4 3,5151


Às 11h30, alta de 0,47%, a R$ 3,5196


Às 12h, alta de 1,77%, a R$ 3,565


Às 12h10, alta de 3%, a R$ 3,6082


Às 12h20, alta de 3,08%, a R$ 3,6107


Às 12h30, alta de 2,06%, a R$ 3,575


Às 13h09, alta de 1,47%, a R$ 3,5545.


Às 13h29, alta de 1,36%, a R$ 3,5507.


Às 14h12, alta de 1,47%, a R$ 3,5545.


Às 15h, alta de 1,55%, a R$ 3,5574.


Às 15h44, alta de 0,72%, a R$ 3,5284.


No exterior, o dólar já avançava em relação a moedas de outros países emergentes desde cedo após dados da China mostrarem que aexportações e importações caíram mais do que o esperado em abril, esfriando expectativas de recuperação da economia chinesa, de acordo com informações da Reuters.


"Dados fracos da China ainda têm a capacidade de mexer com os mercados, especialmente na ausência de outros fatores relevantes", disseram os analistas do banco Brown Brothers Harriman (BBH), em nota a clientes, segundo a Reuters.


Entenda por que dados sobre a China afetam os mercados pelo mundo.


Cenário político


"Hoje tivemos um ensaio do que poderia acontecer se o impeachment não passar", disse à Reuters o superintendente de câmbio da corretora Correparti, Ricardo Gomes da Silva.


Está marcada para esta quarta-feira a votação pelo Senado do afastamento temporário de Dilma e, caso seja aprovado, ela seria afastada do cargo por até 180 dias e o vice Michel Temer assumiria a Presidência interinamente. Temer já indicou o ex-presidente do BC Henrique Meirelles como seu ministro da Fazenda, o que tem agradado o mercado.


Atuação do Banco Central


Mais uma vez, o Banco Central não anunciou leilão de swap cambial reverso, equivalente a compra futura de dólares, apesar de a moeda norte-americana ter voltado ao patamar de R$ 3,50, considerado por muitos operadores como o piso que o BC tentaria defender. O BC atuou no início da semana passada, mas está ausente do mercado desde quarta-feira.


Entenda como funciona a intervenção do BC no câmbio.


No mês, o dólar acumula alta de 2,46%. No ano, entretanto, a divisa tem desvalorização de 10,72%.



Fonte: G1



10/05/2016

TV Sinticom SG

Contibuição Sindical

Clique para emitir sua contribuição


Contribuição Assist.

Clique para emitir sua contribuição


Convênios

Cartilhas Sinticom

Sedes do sindicato

Sede São Gonçalo (Matriz)
Av. Presidente Kennedy, 217 - Centro
(21) 2712-5020 / 3857-9401
Sede Itaboraí (Subsede)
Av. Dr. Macedo, 04 - Centro
(21) 2639-0484
Sede Cabo Frio (Subsede)
Av. Julia Kubitschek, 39 Sobreloja 07 - Parque Riviera
(22) 2647-5635


SINTICOM - SINDICATO DOS TRABALHADORES DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL E PESADA, MONTAGEM E MANUTENÇÃO INDÚSTRIAL, OLARIA, CERÂMICA, MOBILIÁRIO, MÁRMORE E GRANITO DE SÃO GONÇALO, ITABORAÍ E REGIÃO