Início | Notícias | História | Benefícios | jurídico | Informe Geral | Fotos | Vídeos | Guia Sindical | Guia Assistencial | Publicações

Notícia

Com crise, carros têm desconto de até R$ 9 mil e parcela 'paga' por marca


Lutando pelo terceiro ano seguido contra baixas nas vendas de carros zero, montadoras disputam consumidores com promoções variadas: há descontos de até R$ 9 mil, promessa de pagamento de parcelas do financiamento em caso de perda de emprego e até depósito de R$ 500 na conta corrente, caso o interessado goste mais do modelo rival.


De janeiro a maio, os emplacamentos de automóveis e comerciais leves (picapes e furgões) recuaram 20% na comparação com o mesmo período de 2014, segundo a federação dos concessionários, a Fenabrave. "O consumidor pode ser beneficiar neste momento, mas é preciso ter cautela e pesquisar", alerta Fátima Lemos, assessora técnica do Procon-SP. Ela destaca que é importante conhecer em detalhes as condições das promoções.


'Reza' brava


A Chevrolet chama de "milagre" a campanha em que promete o pagamento de 4 parcelas (de até R$ 1,5 mil) do financiamento de um carro 0 km, caso o comprador seja demitido sem justa causa.


A propaganda mostra grupos de pessoas pedindo para São Caetano (que dá nome à cidade no ABC paulista onde fica a sede da GM) ajudar a economia.


A oferta ocorre "mediante contratação do Seguro Chevrolet Plus", informa o site da montadora, sem citar se o seguro tem um custo. Na página, há alguns detalhes sobre as condições de cobertura, ou seja, do pagamento das parcelas. E a frase "Consulte demais condições na concessionária Chevrolet".


A Kia anunciou um desconto de R$ 9,2 mil para o compacto Soul, cujo preço caiu de R$ 94.100 para R$ 84.900, até o final de junho. Outros modelos da linha sul-coreana têm descontos menores, mas o valor não inclui o frete, que é de R$ 1,5 mil para a Grande São Paulo, por exemplo, e o estoque promocional é de 10 unidades para cada modelo.


Desafio aos concorrentes


Já a Peugeot acredita que vai conquistar o cliente com um "test drive". Quem provar a linha 2016 do compacto 208 e acabar comprando um carro rival, "da mesma categoria", diz o regulamento, vai receber um depósito de R$ 500 da montadora na conta corrente - basta apresentar a nota fiscal e o registro do veículo no nome da pessoa que fez o teste drive em até 7 dias.


E a montadora não acha que vai jogar dinheiro fora: “Fizemos uma prévia da promoção na linha 2015. Oferecíamos R$ 300 para quem fizesse o test drive do 208 e comprasse um concorrente. Não tivemos que pagar um centavo", afirma Miguel Figari, diretor geral da Peugeot do Brasil.


Como carros "da mesma categoria", o regulamento lista Chevrolet Onix 1.4, Citroën C3 1.5/1.6, Fiat Punto 1.4, Ford Fiesta 1.5/1.6, Honda Fit 1.5, Hyundai HB20 1.6 e Volkswagen Fox 1.6.


A Ford anuncia toda sua linha em até 36 parcelas "sem juros", com entrada de pelo menos 60% do valor do veículo, mas os estoques também são curtos, de apenas 15 unidades por modelo.


A Hyundai apela para o cliente fiel que quer trocar seu HB20 por outro novo, com promessa de pagar 100% do valor da Tabela Fipe, usada como referência no mercado.


Leia o contrato


O Procon-SP chama a atenção para a importância não só de conhecer os detalhes das promoções, como registrá-los e ter certeza se o consumidor se enquadra nela.


No caso de "seguros prestamistas", como o da Chevrolet, diz Fátima, as pessoas acabam contratando sem conhecer direito as regras. "Quando acredita que vai se beneficiar, não consegue", explica a assessora. "Trata-se de um contrato: leia, conheça as cláusulas de exclusão."


Outro cuidado importante é saber se a contratação do seguro não vai encarecer demais o financiamento.


Além disso, a loja deve informar o custo efetivo total do financiamento, discriminando cada cobrança, incluindo taxas, impostos, etc. Ao saber o custo efetivo, o consumidor pode perceber que não há, na prática, a alardeada taxa zero.


"Em qualquer parcelamento há um custo, que varia de acordo com a marca e as condições que ela deseja vender um determinado modelo”, afirma Miguel Ribeiro de Oliveira, da Anefac, a associação dos executivos de finanças, administração e contabilidade.


Vai negociar?


Além das promoções, as associações do setor automotivo tentam elevar a oferta de crédito com "feirões" e parcerias com bancos.


Entre 18 e 20 deste mês, a Caixa Econômica Federal e o Banco Pan promovem o 8º Salão Auto, com taxas de juros a partir de 1,09% ao mês e possibilidade de pagamento da primeira parcela em até 120 dias.


Cerca de 1 mil concessionárias localizadas em 285 cidades brasileiras participarão do evento. "Isso beneficia tanto o consumidor, com taxas e condições mais atrativas, como os concessionários e montadoras, que podem recuperar parte da queda nas vendas registradas nos últimos 5 meses”, afirmou em nota Alarico Assumpção, presidente da federação de distribuidores (Fenabrave).


Em seus sites, algumas montadoras indicam que o preço sugerido nas ofertas pode ser negociado na concessionária. O Procon-SP diz que é fundamental que as ofertas não fiquem apenas na fala do vendedor. "Guarde folhetos promocionais ou peça para que seja feito um orçamento, em um papel vinculado à loja", afirma Fátima.


Confirme ainda se o preço informado é restrito a uma determinada configuração (cor, itens de série, etc) e quanto custaria o carro com os detalhes que o consumidor quer. A nova "moda" das montadoras é reservar o preço inicial do modelo para uma única cor de pintura.


E, finalmente, não baseie a decisão de compra vendo apenas "se a parcela cabe no bolso", lembra a assessora do Procon-SP. É preciso considerar todos os gastos envolvidos na compra do carro, como documentação, IPVA, combustível, manutenção, seguro, etc.


Fonte: G1



15/06/2015

TV Sinticom SG

Contibuição Sindical

Clique para emitir sua contribuição


Contribuição Assist.

Clique para emitir sua contribuição


Convênios

Cartilhas Sinticom

Sindicalize-se

Sedes do sindicato

Sede São Gonçalo (Matriz)
Av. Presidente Kennedy, 217 - Centro
(21) 2712-5020 / 3857-9401
Sede Itaboraí (Subsede)
Av. Dr. Macedo, 04 - Centro
(21) 2639-0484
Sede Cabo Frio (Subsede)
Av. Julia Kubitschek, 39 Sobreloja 07 - Parque Riviera
(22) 2647-5635


SINTICOM - SINDICATO DOS TRABALHADORES DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL E PESADA, MONTAGEM E MANUTENÇÃO INDÚSTRIAL, OLARIA, CERÂMICA, MOBILIÁRIO, MÁRMORE E GRANITO DE SÃO GONÇALO, ITABORAÍ E REGIÃO